Operações em 2013

Rolls-Royce dá início à construção de fábrica de turbogeradores em Santa Cruz e planeja nova unidade para propulsores

A Rolls-Royce investirá US$ 200 milhões em uma fábrica no bairro de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. A planta será constituída de unidade de montagem, embalagem e teste de turbogeradores, que irão atender às operações da Petrobras em águas profundas. A escolha do bairro carioca se deu em razão de sua localização e, segundo a companhia, também porque o município do Rio colocou em prática um programa de melhoria para a região.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

A empresa já tem encomenda no valor de US$ 650 milhões da Petrobras para fornecimento de 32 pacotes de turbogeradores, com turbinas a gás RB211 para oito FPSOs que operarão nos campos de Lula e Guará. O contrato prevê ainda treinamento e suporte técnico de longo prazo. Durante a fase de construção da nova planta, a Rolls-Royce receberá apoio da fábrica da Tognum MTU, localizada em São Paulo, para a montagem local.

Quando estiver operacional, o que deve acontecer no primeiro semestre de 2013, a fábrica de Santa Cruz terá cerca de 100 empregados.

Segundo o diretor mundial de Operações de Energia da Rolls-Royce, Mark McDonald, a exigência de conteúdo local é desafiadora, mas a empresa está confiante de que irá ultrapassá-la. "Estamos desenvolvendo parcerias sólidas com grandes empresas no Brasil", ressalta ele.

O executivo destaca que a fábrica de Santa Cruz é importante para a estratégia da companhia de "investir para o crescimento futuro", não apenas por meio da unidade de Energia, mas também pela Marítima. Segundo ele, a divisão Marítima da Rolls-Royce está comprometida em aumentar o conteúdo local e a participar das várias rodadas de licitações para navios-sonda e embarcações de serviços e abastecimento.

Dependendo dos resultados das rodadas de licitação em curso para os navios-sonda e da aprovação do Conselho de Administração, a empresa já tem planejado investimento em uma fábrica de propulsores e geradores a diesel também em Santa Cruz. Essa planta dividirá o terreno com a fábrica em construção. As licenças ambientais estão em andamento.

Na fábrica em construção, será instalado um centro de treinamento. Ainda dependendo de aprovação final da direção, será disponibilizado ao mercado um sistema e-learning, treinamento de instrutores e um simulador de última geração. Esses projetos demandarão investimento adicional de US$ 100 milhões e serão anunciados até o final do ano.

Hoje, a Rolls-Royce emprega mais de 500 pessoas em operações em São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Niterói e Macaé. Os  negócios e operações em toda América do Sul geram mais de US$ 700 milhões em receitas.

McDonald destaca que a região da América do Sul, de forma mais ampla, e o Brasil particularmente, tem sido e continuará a ser um mercado chave para a empresa. “O Brasil é fundamental para a nossa estratégia. Isso significa dar continuidade ao estabelecimento da nossa presença aqui, a fim de ser uma parte cada vez mais forte do tecido da vida nacional brasileira. Estamos comprometidos com o crescimento aqui de forma sustentável. Estamos gerando empregos locais, desenvolvendo pessoas, treinando e apoiando a cadeia local de suprimentos e também estimulando a economia em curto, médio e longo prazo”, finaliza o executivo.

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec