Technomar

Oceana - Estaleiro tem lançada pedra fundamental

A Oceana Offshore, do fundo P2 Brasil, lançou em janeiro a pedra fundamental do Oceana Estaleiro, que será instalado no bairro Cordeiros, em Itajaí (SC). Com R$ 220 milhões em financiamento aprovados pelo Fundo da Marinha Mercante (FMM), o estaleiro terá capacidade de produção de até seis embarcações de apoio à produção de petróleo e gás em alto-mar (tipo PSV) por ano. O empreendimento atenderá às demandas da Oceana e de empresas de navegação parceiras.

A expectativa da companhia é que o processamento de aço para construção de embarcações comece no final de 2013, com a entrega da primeira embarcação em 2015. O projeto da Oceana tem como base a necessidade de ampliação da frota atual de 430 navios de apoio para cerca de 700 até 2020.

A previsão é que a construção do estaleiro atinja um pico de 300 funcionários trabalhando nas obras. Quando concluído, o estaleiro empregará cerca 1,1 mil pessoas para a construção de embarcações de apoio offshore, em uma área de 310 mil metros quadrados.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

O empreendimento conta com a participação da BNDESPAR, que investiu R$ 122 milhões para ficar com 25% da Oceana Offshore. Este foi o primeiro investimento de capital do banco no setor de construção naval.

A Oceana Offshore foi criada em 2011 e dividida em duas áreas: Navegação, que é o braço de operação marítima e tem o foco em embarcações de apoio offshore de médio porte; e Estaleiro, que é a responsável pela construção de embarcações, atendendo às demandas da própria Oceana Navegação e outras empresas parceiras. O P2 Brasil é um fundo de investimentos formado em joint venture pelo Pátria Investimentos e Grupo Promon, com foco nos setores de logística e transporte, óleo e gás, e serviços ambientais.

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Sobena

Sinaval Abratec