Obra do estaleiro será 90% financiada pelo Fundo da Marinha Mercante

Governador Teotonio Vilela e secretário Luiz Otávio definem pontos finais para instalação O governador Teotonio Vilela Filho se reuniu nesta terça-feira (15) com o diretor-presidente do estaleiro EISA Alagoas e do Estaleiro Ilha do Rio de Janeiro, Manoel Ribeiro, para tratar sobre os detalhes do projeto de engenharia e os próximos procedimentos do Governo na implantação do empreendimento. Manoel Ribeiro explicou que o Fundo da Marinha Mercante já analisou e sinalizou positivamente com o financiamento de 90% do projeto, faltando apenas identificar a instituição financeira repassadora, havendo possibilidade de ser o Banco do Nordeste. Segundo o diretor-presidente, a equipe técnica visitou a cidade de Coruripe e constatou as boas condições de infraestrutura, a exemplo de bancos, escolas, ginásio de esportes (reunir funcionários durante a construção), sinal de celular, entre outros. O governador destacou a mudança que ocorrerá naquela região, salientando que o prefeito de Coruripe, Marx Beltrão, já está adotando as providências para preparar a cidade, reformulando o Plano Diretor do município. Teotonio ressaltou que o Governo e as instituições de ensino e capacitação de Alagoas se reuniram na semana passada para tratar da capacitação de mão-de-obra dos trabalhadores de Coruripe e das cidades vizinhas. Além do Governo, estão envolvidos no Projeto de Qualificação o Sebrae, Senai, Senac e Instituto Federal de Educação (Ifal). “Estou saindo desta reunião satisfeito”, finalizou o governador Teotonio Vilela, após ser informado sobre o andamento de instalação do empreendimento. O secretário do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística, Luiz Otavio Gomes, disse que o processo para a desapropriação dos 2 milhões de m² da área que será instalado o estaleiro, cujo investimento é de aproximadamente R$ 3 milhões, está concluído. O secretário destacou a parceria direta com a prefeitura de Coruripe nesse processo, a qual doou uma área em Pontal de Coruripe para a construção das 57 residências para os moradores que ocupam parte do terreno. A Secretaria da Infraestrutura será responsável pela construção das casas no valor de R$ 15 mil cada. “Os incentivos fiscal, creditício e locacional já foram aprovados semana passada pelo Conedes (Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social) por unanimidade pelos conselheiros”, informou o secretário. O estaleiro EISA Alagoas, com o investimento de R$ 1,5 bilhão e responsável pela geração de 4.500 postos de trabalhos, já nasce com grandes possibilidades de negócios. A Petrobras já aprovou o projeto, encaminhado à estatal em outubro, e enviará carta-convite para a participação do EISA Alagoas na licitação de nove navios-sondas. O estaleiro de Alagoas também está sendo inscrito hoje para concorrer ao projeto de construção de quatro navios da empresa de mineração Vale, já consideradas as maiores embarcações construídas no país. Cada um tem capacidade para 400 mil toneladas. “No Brasil apenas dois estaleiros apresentam condições de estrutura para a construção: Eisa Alagoas e o estaleiro Atlântico Sul, este em Pernambuco”, informou o engenheiro civil da empresa Maxi Welbe. A reunião ocorreu com a presença do diretor do Estaleiro Ilha Eisa, do Rio de Janeiro, Moacir Guimarães, e do engenheiro civil, Maxi Welbe.(Fonte: Agência Alagoas)


Marintec Navalshore