A MSC Cruzeiros e o Fincantieri anunciaram, nesta quinta-feira (18), a assinatura de um Memorando de Acordo (MOA) para a construção de quatro navios de cruzeiros ultraluxuosos por um valor total superior a 2 bilhões de euros. Os navios, o primeiro dos quais será entregue no outono de 2023, terão aproximadamente uma tonelagem bruta de 64.000 GT e 500 cabines. Os três navios restantes entrarão em operação um por ano até 2026.

Em nota, a MSC afirma que “entre outras características, os navios contarão com a melhor e mais recente tecnologia ambiental e outras soluções marítimas de ponta. Também terão um design altamente inovador, bem como introduzirão modernas opções para o conforto e relaxamento dos hóspedes”.

“É graças ao grande sucesso do nosso conceito de luxo “um iate dentro do navio”, que os nossos hóspedes nos encorajaram a entrar no segmento de ultraluxo, como uma evolução natural do MSC Yacht Club. Estes navios oferecerão itinerários únicos, graças ao seu tamanho, e os serviços oferecidos aos hóspedes serão elevados a outro nível, incluindo o nosso serviço personalizado de mordomo do MSC Yacht Club, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana”, revelou Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros.

 

Com o acréscimo desses novos navios, o plano de investimento da MSC Cruzeiros, que já era sem precedentes no setor, agora contará com um total de 17 novos navios a serem construídos até 2027, com um investimento total de 13,6 bilhões de euros. Destes, três já entraram em funcionamento desde junho de 2017: Meraviglia, Seaside e Seaview. Outros dois – Bellissima e Grandiosa – serão entregues em fevereiro e outubro de 2019, respectivamente.

“Ao ingressar no segmento de ultraluxo, estamos desenvolvendo ainda mais a nossa oferta. Além da nossa experiência Yacht Club, os hóspedes brasileiros terão, a partir de 2023, ainda mais opções para desfrutar de experiências de cruzeiro cinco estrelas, no segmento mais luxuoso do mercado. Nossos futuros navios ultraluxuosos chegarão o mais perto possível de uma experiência de iate particular”, disse Adrian Ursilli, diretor geral da MSC Cruzeiros no Brasil.

Fonte: Mercado e Eventos

Comentários


Schottel



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec