Marintec Navalshore

Modec recebe contrato da Equinor para construir a maior plataforma do país

A Modec anuncia que assinou um contrato de compra e venda com a Equinor para fornecer a maior plataforma já construída para um projeto de exploração no Brasil. A unidade será destinada ao campo de Bacalhau, anteriormente chamado de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos. Ela terá a capacidade de processar diariamente 220 mil barris de óleo e 15 milhões de metros cúbicos de gás, com uma capacidade mínima de armazenamento de 2 milhões de barris de óleo. O primeiro óleo está previsto para acontecer entre 2023 a 2024.

Esta será a primeira vez que a Modec utilizará no Brasil o M350, seu modelo de casco novo desenvolvido especificamente para projetos de grande porte. Enquanto a maior parte das operações de unidades flutuantes da empresa é composta de conversões de navios petroleiros de grandes dimensões (Very Large Crude Carrier – VLCC), o M350 é um casco novo capaz de suportar a demanda crescente por "topsides" cada vez maiores e mais pesados. Ele será construído em Dalian, na China, pela Dalian Shipbuilding Industry Company (DISC).

O contrato é dividido em duas fases. A engenharia de pré-detalhamento (FEED) e os investimentos iniciais estão sendo realizados no momento, com uma opção de execução que inclui engenharia, aquisição, construção e instalação do FPSO. A opção do contrato está sujeita aos investimentos planejados pela Equinor para o campo em 2020.

Publicidade

Marintec Navalshore

 

A Modec será responsável pelo "design" e construção do FPSO, inclusive os "topsides", casco e sistemas de marinha. A plataforma ficará permanentemente em uma lâmina d’água de aproximadamente 2.050 metros e o sistema de amarração será fornecido pela Sofec, uma empresa do grupo Modec. Esta será a 17ª plataforma da empresa destinada ao Brasil e a 9ª projetada para a região do pré-sal. Globalmente, a companhia alcança a marca de oito FPSOs em construção no momento – cinco deles para o Brasil. Este será o primeiro contrato com a Equinor, que opera o campo em conjunto com a ExxonMobil (40%) e a Petrogal Brasil (20%).

“Estamos extremamente honrados e orgulhosos por termos sido selecionados para fornecer um FPSO para o campo de Bacalhau, que é o primeiro projeto da Equinor no pré-sal brasileiro”, comentou o presidente e CEO global da Modec, Yuji Kozai. “Nós acreditamos que este é o começo de um longo relacionamento com a Equinor, ExxonMobil e Petrogal Brasil, bem como uma oportunidade de fortalecer a liderança da Modec como fornecedora de plataformas flutuantes. Estamos comprometidos a executar este grande projeto cooperando com nossos clientes para contribuir com o avanço da indústria energética brasileira”.

Sobre a Modec

A Modec é líder global na construção e operação de sistemas flutuantes para exploração e produção de petróleo e gás. Com mais de 50 anos no mercado, a empresa atua desde 2003 no Brasil, onde tem a sua maior frota, com 11 plataformas, e mais de 2 mil funcionários. A Modec é responsável pela produção de cerca de 30% do pré-sal brasileiro e 20% de toda a produção nacional.



Assine Portos e Navios

fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Sobena

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec