Marintec Navalshore

Marinha e consórcio assinam contrato para construção de navios Tamandaré

A Empresa Gerencial Projetos Navais (Emgepron) e o consórcio Águas Azuis, formado pela thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech, assinaram nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, o contrato para a construção dos quatro navios classe Tamandaré de última geração, com entregas previstas para o período entre 2025 e 2028. A construção será realizada no estaleiro Oceana, em Itajaí (SC), com expectativa de taxas de conteúdo local acima de 30% para o primeiro navio e de 40% para os demais.

A thyssenkrupp fornecerá a tecnologia naval de sua comprovada plataforma de construção de navios de defesa da Classe Meko, que já opera em 15 países. A Embraer integrará sensores e armamentos ao sistema de combate. A Atech, empresa do grupo Embraer especializada em engenharia de sistemas para aplicações de defesa, será a fornecedora do CMS (Combat Management System) e do IPMS (Integrated Platform Management System, da L3 MAPPS) e receptora de transferência de tecnologia em cooperação com a Atlas Elektronik, subsidiária da thyssenkrupp Marine Systems que produz o CMS e sistemas de sonar.

A thyssenkrupp destacou que a assinatura é um novo marco na história da defesa naval brasileira, assim como foi a construção dos submarinos da Classe Tupi na década de 1980. “O programa classe Tamandaré irá fortalecer nossos laços, por meio da transferência de tecnologia e da geração de empregos altamente qualificados para o país”, afirmou o CEO da thyssenkrupp Marine Systems, Rolf Wirtz. O CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider salientou a expansão do portfólio de defesa e segurança do grupo além do segmento aeronáutico, com o desenvolvimento e a integração de sistemas complexos, a fim de tornar a empresa qualificada para atender às necessidades da Marinha do Brasil e de fortalecer a posição como parceiro estratégico do Estado Brasileiro.

O contrato inclui transferência de tecnologia em engenharia naval para fabricação de navios militares e sistemas de gerenciamento de combate e de plataforma, bem como o apoio logístico integrado e o gerenciamento do ciclo de vida das embarcações. O programa classe Tamandaré prevê qualificação da mão de obra local, o que pode garantir o desenvolvimento de futuros projetos estratégicos de defesa no Brasil. O consórcio acredita que a aliança entre a thyssenkrupp Marine Systems e a Embraer Defesa & Segurança permitirá criar bases para a exportação de produtos de defesa naval a partir do Brasil.

A classe Meko®, da thyssenkrupp Marine Systems, já é utilizada em 82 embarcações em operação em marinhas de 15 países, entre os quais: Portugal, Grécia, Austrália, Argentina e Argélia. A thyssenkrupp afirma que o conceito Meko de design modular facilita a integração local e a transferência de tecnologia, ajudando a reduzir os custos de manutenção e modernização. "Combinando tecnologia de ponta, inovação e capacidades robustas de combate, a Classe Meko® é um autêntico navio-escolta para águas azuis com qualidades excepcionais de autonomia e robustez", destaca a empresa.



Mais lidas em Indústria naval

Error: No articles to display

Assine Portos e Navios

fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Sobena

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec
Publicidade

Marintec Navalshore