Marintec Navalshore

Lançamento de linhas - Wärtsilä fornece projeto para 2 navios

 

 

A Wärtsilä fornecerá o projeto e o sistema de propulsão de dois novos navios de lançamento de linhas flexíveis (PLVs) para operações avançadas no Brasil. As embarcações serão construídas no estaleiro Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME), na Coreia do Sul. O armador e operador dos navios será uma joint venture

Publicidade

Catálogo da Indústria Marítima

 

formada entre a Technip, multinacional francesa da indústria de energia, e a brasileira Odebrecht Óleo & Gás (OOG). As embarcações irão operar em águas brasileiras por meio de um contrato de afretamento de longo prazo para a Petrobras.

 

O contrato representa um grande avanço para a divisão de projeto naval (Wärtsilä Ship Design) da Wärtsilä no Brasil e reforça a posição de liderança da empresa na atividade, com a concepção de navios para um dos principais estaleiros do mundo. O projeto do novo VS 4146 PLV foi concebido segundo as rigorosas exigências dos armadores e da Petrobras. As embarcações, que têm capacidade de tensão de 550 toneladas para o lançamento de linhas flexíveis, foram concebidas com foco na otimização do consumo de combustível nas condições de projeto e para atender à necessidade de eficiência nas operações. Elas serão utilizadas principalmente para a instalação de umbilicais e linhas flexíveis do tipo flowline e risers para a conexão de poços em águas de mais de 2,5 mil metros de profundidade às unidades de produção.

“A escolha da Wärtsilä Ship Design para este projeto importante e desafiador reflete nosso forte histórico na concepção de embarcações de ponta em todo o mundo”, diz Riku-Pekka Hägg, vice-presidente para Ship Design da Wärtsilä Ship Power. “Esses navios serão uma representação de alto nível da nossa capacidade no setor de petróleo e gás para empresas que operam em águas brasileiras”, completa Hägg.

A Wärtsilä foi contratada para fornecer o sistema de energia e posicionamento para duas novas sondas de perfuração solicitadas pela Songa Offshore AS, parceira norueguesa da empresa de perfuração offshore sediada no Chipre. As chamadas sondas semissubmersíveis cat D são projetadas sob medida para a utilização da Statoil em águas intermediárias e estão sendo construídas no estaleiro Daewoo Shipbuilding and Marine Engineering Co. Ltd. (DSME), na Coreia do Sul.

A Wärtsilä irá fornecer um total de seis motores Wärtsilä 32 de 12 cilindros em V com auxiliares, e seis azimutais principais Wärtsilä FS3500, bem como a integração com todo o sistema, para cada sonda. Os motores e propulsores também serão equipados com o sistema de monitoramento único da Wärtsilä. A entrega terá início em 2012 e a primeira sonda está programada para entrar em operação em 2014. A Wärtsilä tem a opção de mais duas sondas.

As sondas semissubmersíveis são personalizadas para perfuração eficiente durante todo o ano, além de operações de intervenção e testes em ambientes agressivos e condições árticas. Elas serão operadas na Plataforma Continental Norueguesa pela Statoil.

Ao longo de 2011, a Wärtsilä teve um total de 1.192 embarcações contratadas e, apesar da diminuição de 49% em relação ao número de contratos do ano anterior, o nível de investimento na construção de novos navios é comparável ao de 2010, em grande parte devido à demanda por navios especializados. Embarcações offshore tiveram uma demanda bastante expressiva.

 

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Assine Portos e Navios

Antaq

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec