Marintec Navalshore

Jaqueta de Mexilhão pronta

O Estaleiro Mauá concluiu o embarque da plataforma PMXL-1, que vai explotar o campo de gás natural de Mexilhão, na Bacia de Santos, na balsa BGL-2. A unidade agora está docada no estaleiro aguardando a conclusão dos módulos para ser transportada para a locação, o que deve acontecer no final de novembro.

A empresa italiana Saipem será responsável pelo transporte e instalação da plataforma, estacas e módulos. O contrato com a Petrobras é de US$ 70 milhões. A obra dos módulos deve ser encerrada ainda em outubro. A instalação da plataforma na locação deve acontecer em dezembro.

A PMXL-1 será instalada em lâmina d'água de 172 m e escoará a produção por um duto de 34" e 146 km de extensão até à Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba (UTGCA). A unidade terá capacidade para produzir 15 milhões de m³/dia de gás natural e deve atingir o pico de produção em dois ou três anos.

O campo de Mexilhão está localizado no litoral de São Paulo, a cerca de 160 km da costa e em lâmina d'água que varia entre 320 m e 550 m. (Fonte: Energia Hoje)

 


Marintec Navalshore