Indústria a postos

Aumento das despesas obrigatórias da Marinha dificulta plano de manutenção dos meios flutuantes

• As despesas obrigatórias da Marinha vêm aumentando desde 2014, enquanto as discricionárias — aquelas que podem ou não ser executadas — diminuíram desde 2015. Os dispêndios compulsórios somaram R$ 1,7 bilhão em 2018, ante R$ 1,9 bilhão previsto para este ano. Já as despesas discricionárias, que totalizaram R$ 1,6 bilhão em 2018, devem diminuir para R$ 1,4 bilhão este ano. O orçamento total da Marinha caiu de R$ 5,9 bilhões, em 2015, para R$ 5,4 bilhões, no ano passado. Para este ano, a previsão orçamentária é de R$ 4,6 bilhões. A expectativa do comando da força naval é que as receitas aumentem em 2019 e que valores que foram contingenciados sejam recebidos. Os contingenciamentos geram desafios para planejar e executar manutenção dos meios navais.

Restrito a assinantes

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec