Bimco
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 816

Exportação de bois vivos no porto gauc ho

Terminou, no fim de semana, no porto gaúcho de Rio Grande, mais um embarque de bois vivos para exportação. O lote foi preparado de acordo com as novas regras sanitárias do Ministério da Agricultura.

Os animais que estão nesta fazenda no município de Rio Grande vão ser exportados vivos para a Turquia e para o Líbano. A propriedade de 85 hectares é usada para preparar os animais antes da viagem de navio.

O embarque será o primeiro feito pelos empresários gaúchos após a nova determinação do Ministério da Agricultura. A partir de agora, a exportação de animais vivos precisa respeitar normas sanitárias mais rigorosas.

A nova instrução normativa foi publicada em março deste ano. Ela determina que os animais tenham acompanhamento de um veterinário. O local deve ser limpo e arejado e o gado deve estar com as vacinas em dia, além de receber medicamentos contra carrapatos e parasitas. A preparação para a viagem inclui uma alimentação à base de feno e ração balanceada. É o que afirma o empresário responsável pela exportação, Mahmoud Ammer. “Esses animais vão viajar para outro país, vão ter que ser de boa qualidade, boa saúde sanitária. Ele vai aprendendo a se adaptar àquele ambiente fechado e só comer e ficar parado”, diz.

Neste lote, os animais são machos de dois anos de idade. O gado foi adquirido de pecuaristas gaúchos. Negócio feito à vista na base de R$ 2,50 pelo quilo do animal vivo. As propriedades que preparam os animais para a viagem são chamadas de Estabelecimentos de Pré-Embarque e precisam ser aprovadas pelo Ministério da Agricultura.

“Visando o bem-estar dos animais exportados, e também para que o Ministério da Agricultura exerça maior controle sobre esses animais, sobre as condições sanitárias e condições gerais desses animais” diz o fiscal federal agropecuário Rafael Capriolli Martins.

Sete mil e oitocentos animais foram exportados. O embarque começou na quinta-feira e terminou no domingo no porto de rio grande. Quarenta caminhões foram utilizados no transporte dos bovinos, além de 130 funcionários. A viagem até o destino vai durar 20 dias.

Esse é um novo mercado que está se abrindo, é o terceiro destino de gado brasileiro que está sendo atendido. Primeiro o Líbano, depois o Egito e agora a Turquia”, afirma o despachante aduaneiro Leonardo Vanzin.

O Brasil exportou mais de 500 mil bovinos vivos no ano passado.

Fonte: Globo Rural



Comentários

 

 

Reportagens da edição 702

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e demanda • O mercado de navegação no Brasil apresenta oferta de marítimos superior à...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção de armadores noruegueses em evento paralelo • A primeira apresentação deu uma visão das...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo e Gás do estado do Rio de Janeiro, Cristina Pinho, deu um quadro...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do evento em geral já era mais leve que nas edições anteriores, no caso...

Kincaid

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Tche Digital

Seminário de Metanol

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec