Marintec Navalshore

Estatal adia licitação de sonda por dois meses

A Petrobras adiou ontem por dois meses a licitação para a contratação de 28 sondas de perfuração, a serem utilizadas na prospecção das reservas de petróleo do pré-sal.
A concorrência, que deveria começar nesta semana, foi postergada para 3 e 4 de maio, quando os estaleiros apresentarão as propostas.
Diante da carência de sondas no mercado, a Petrobras lançou a encomenda no ano passado -que deve movimentar mais de US$ 30 bilhões. Cada equipamento pode custar entre US$ 1 bilhão e US$ 1,5 bilhão, de acordo com sua capacidade.
Segundo o presidente do Sinaval (Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore), Ariovaldo Rocha, os próprios estaleiros solicitaram mais prazo à Petrobras.
Muitas peças e equipamentos utilizados nas sondas são importados, diz, e as empresas encontram dificuldade de cotar preços e ajustar as especificações.
A licitação prevê que todas as sondas serão entregues entre 2013 e 2017. No edital, existe ainda a obrigatoriedade de construção no Brasil.DA SUCURSAL DO RIO)



Mais lidas em Indústria naval

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis fundo transp Syndarma
  Envie uma pauta     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Sobena

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec
Publicidade

Marintec Navalshore