Marintec Navalshore

Estaleiro Mauá livre para disputar licitações da Petrobras

Apesar das reclamações públicas do governador Sérgio Cabral, a Petrobras disse em nota ao GLOBO-Niterói que o Estaleiro Mauá não está impedido de participar de licitações da estatal. A reposta da empresa encerra os rumores de que o estaleiro fora considerado inidôneo por ter sido investigado pela Operação Águas Profundas da Polícia Federal, deflagrada em 2007, que apurou irregularidades em várias licitações.

O governador e o secretário estadual de Desenvolvimento, Julio Bueno, em conjunto com outras autoridades, enviaram uma carta no último dia 25 à Petrobras reclamando da decisão da estatal de deixar o Mauá em quarentena. O GLOBO-Niterói teve acesso ao documento. No texto endereçado ao presidente da empresa, José Sérgio Gabrielli, o governador diz que a medida seria uma ?tragédia do ponto de vista social, com milhares de empregados do setor naval na rua?. A carta pede ?revisão da pena máxima da declaração de inidoneidade para contratar com a Administração, visando a restabelecer as relações comerciais com o estaleiro?

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec