Marintec Navalshore

Equilíbrio entre receita e incentivos depende de demanda perene, diz membro do CDFMM

O Fundo de Marinha Mercante (FMM) fechou 2019 com R$ 14,4 bilhões de superávit acumulado e tem R$ 32,8 bilhões aplicados em projetos. Rafael Furtado, membro do conselho diretor do fundo (CDFMM), apontou a necessidade de uma demanda perene para que exista maior compatibilidade da receita com os incentivos concedidos ao setor naval por meio de financiamentos. Ele avalia que a receita foi sendo incrementada nos últimos anos sem que os investimentos seguissem a mesma ordem. Para o membro do conselho, é preciso diagnosticar onde a indústria é competitiva e o que precisa ser alterado para ela evoluir e os incentivos ocorreram da maneira mais adequada possível. Em 2019 foram entregues 53 embarcações com recursos do fundo no ano passado, ante 54 em 2018, 54 no ano anterior e 119 em 2016.

Restrito a assinantes