Marintec Navalshore

Entrevista - Em busca da sustentabilidade

Entrevista com o vice-almirante Edésio Teixeira Lima Júnior, vice-presidente do Cluster Tecnológico Naval do RJ
O estado do Rio de Janeiro conta desde novembro do ano passado com uma organização criada para alavancar o desenvolvimento setorial, o Cluster Tecnológico Naval do Rio de Janeiro (CTN-RJ). O vice-presidente do Conselho de Administração do cluster, vice-almirante Edésio Teixeira Lima Júnior, também presidente da Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), detalha nesta entrevista exclusiva os objetivos do CTN-RJ, que envolvem defesa e autoridade marítima, construção e reparação naval, portos e transporte aquaviário, exploração offshore e turismo costeiro.

Portos e Navios — Como definiria a base de sustentação de um cluster?
Vice-almirante Edésio Teixeira Lima Júnior — O modelo econômico de um cluster tem como base alguns aspectos como descartar o intervencionismo estatal, ressaltar a parceria com agentes privados e estimular a capacidade de auto-organização do capital privado. Mas, ao mesmo tempo, compreender que cabe ao poder público colaborar com a auto-organização do capital privado no sentido da eficiência microeconômica e ainda efetuar investimentos que maximizem a auto-organização produtiva.

Restrito a assinantes



Cash Computadores

DP World

Assine Portos e Navios

Ecobrasil fundo transp Sotreq
  Envie uma pauta     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

Marintec Navalshore

 

Sinaval   Abratec

Bombando

Error: No articles to display