Marintec Navalshore

Em busca de mercado

Bergen Group Dreggen do Brasil e Koch Metalúrgica firmam parceria para desenvolver e produzir guindastes ‘offshore’

Desenvolver e produzir guindastes offshore com conteúdo nacional e tornar-se um dos principais fornecedores no Brasil. Esse é o objetivo da parceria formada pela Bergen Group Dreggen do Brasil e pela Koch Metalúrgica. Iniciado no último mês de março, o consórcio já está concorrendo a licitações. Devido ao boom ocorrido com a demanda do pré-sal, a Bergen Group Dreggen do Brasil acredita que o país é um dos mais promissores na área de petróleo.


Há um ano e meio no Brasil, a companhia é integrante do grupo norueguês Bergen Group Dreggen, fornecedora de guindastes offshore para diversos tipos de navios, como os de perfuração, de produção, supply boats e AHTS. Responsável pela engenharia do projeto, comissionamento e entrega do guindaste, o grupo Bergen Dreggen subcontrata a fabricação das peças em aço. No Brasil, a atividade, que inclui também soldagem, usinagem e pintura, será realizada pela parceira Koch Metalúrgica. A montagem mecânica e os testes também serão feitos pela companhia, instalada no Rio Grande do Sul, com supervisão da Dreggen do Brasil.
De acordo com a gerente geral da Bergen Group Dreggen do Brasil, Suzana Barros, as exigências de conteúdo local impostas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Combustíveis (ANP) foram a principal razão para que a companhia buscasse um parceiro nacional.
“Se não fosse a parceria, não existiria condição de continuarmos no país, assim como qualquer outra empresa estrangeira. Se não passássemos a fabricar no país, não teríamos espaço no mercado”, afirma ela, que acredita que as exigências de conteúdo local serão cada vez maiores.
Estudos preliminares das companhias apontam que o percentual de nacionalização dos guindastes poderá atingir de 50% a 60%, mas Suzana ressalta que o índice varia de acordo com cada projeto. “Em cada um deles, vamos identificar o que é possível comprar no Brasil e o que teremos que trazer de fora. A nossa intenção é atingir a maior porcentagem possível”, afirma a gerente.
Antes de fechar a parceria com a Koch Metalúrgica, a Bergen Group Dreggen do Brasil visitou outras 12 empresas. O fato de a metalúrgica já estar no mercado há mais de 85 anos, diz Suzana, contribuiu para a escolha. “Nos associamos a uma empresa que é bem reconhecida, tem a Petrobras como um de seus principais clientes e tem uma boa estrutura. A partir da assinatura de um contrato, podemos imediatamente iniciar a produção no Brasil”, conta. A Koch é fornecedora de equipamentos de elevação e movimentação de carga, especialmente pontes rolantes, talhas elétricas e equipamentos manuais. O parque industrial da companhia está instalado no município de Cachoeirinha
Até então, a engenharia do projeto continuará sendo feita pela Dreggen na Noruega. O número de funcionários para atender ao consórcio poderá aumentar de acordo com as necessidades. Segundo Suzana,  as novas contratações poderão receber treinamento no país europeu.
A Bergen Group Dreggen e a Koch Metalúrgica pretendem também ter uma equipe de prestação de serviços de pós-venda no Brasil. Por isso, um engenheiro com experiência em guindastes está sendo treinado na sede da companhia há cerca de um ano. Quando retornar ao Brasil, ele será o responsável pelo gerenciamento do grupo.
Enquanto os contratos não são fechados, a intenção da parceria, afirma Suzana, é realizar os serviços de manutenção dos guindastes em geral. “Existe uma demanda muito grande dos guindastes que já estão em funcionamento no Brasil”, declara.

No último mês de março, mas ainda sem a parceira Koch, a Bergen Group Dreggen do Brasil ganhou uma licitação da Transpetro para a produção de 12 guindastes. O primeiro deles será entregue em 28 semanas contadas desde março. Antes dessa licitação, a companhia já havia ganhado outra concorrência e entregou outros quatro equipamentos também para a subsidiária da Petrobras.


Catálogo da Indústria Marítima



Marintec Navalshore