A construtora naval sul-coreana Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) recebeu um contrato de 444 bilhões de won (aproximadamente US$ 400 milhões) para construir uma nova embarcação de resgate submarino para a Marinha da República da Coreia (ROK Navy).

O contrato detalhado de projeto e construção ocorre 12 meses depois que a Administração do Programa de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul (DAPA) anunciou que a fase de projeto do navio de 5.200 toneladas havia sido concluída.

O projeto de desenvolvimento de um novo navio de resgate submarino, denominado ASR-II, foi iniciado em novembro de 2015, juntamente com a construtora naval sul-coreana Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME).

 

A Marinha sul-coreana já opera um navio de resgate submarino menor, de 3.200 toneladas, ROKS Cheonghaejin, que foi comissionado em 1995.

De acordo com a DAPA, a ASR-II será um navio mais potente capaz de resgatar submarinistas de até 500 metros de profundidade. Um veículo operado remotamente embarcado poderá descer até 1.000 metros abaixo da superfície. Comparado ao ROKS Cheonghaejin, que só pode operar com ondas abaixo de 2 metros de altura, o ASR-II tolerará condições de mar mais adversas.

De acordo com um comunicado da DAPA de 2017, o novo navio terá um poço central através do qual embarcações de salvamento em águas profundas serão desdobradas. O poço central permite um escopo mais amplo de operações de suporte submarino, além de permitir que a ROK Navy realize a exploração submarina. O Cheonghaejin conta com um A-Frame para desdobrar DSRVs.

A DSME espera concluir todo o trabalho no novo navio e entregá-lo à marinha até 2022.

Fonte: Poder Naval

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Abac

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec