As delimitações do polígono do pré-sal poderiam ser revistas para excluir áreas que não trazem tanto potencial de produtividade, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Pré-Sal Petróleo (PPSA), que representa a União nos contratos de partilha de produção, Ibsen Flores.

"Existem áreas dentro do polígono que não fazem sentido se manterem como regime de partilha", disse Flores, explicando que a oferta dessas áreas em regime de concessão poderia atrair mais investidores.

A afirmação foi feita durante evento no Rio de Janeiro em meio a notícias sobre avaliações a respeito de possíveis mudanças no regime de partilha de produção pelo próximo governo.

 

Leilões de áreas do pré-sal são realizados pelo regime de partilha de produção. Em tais certames, sai vencedor quem oferta a maior parcela de petróleo à União.

Fonte: Terra

Comentários


Schottel

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec