Wilson Sons

Comissão mantém Petrobras em lista de obras irregulares

A Petrobras, que contava com a ajuda do PT, fracassou na noite de ontem ao tentar excluir quatro empreendimentos seus da lista de obras com irregularidades graves, sujeitas a ter repasses suspensos pela Comissão de Orçamento do Congresso. Apesar de a Câmara ter votado a favor da estatal, o Senado, dono da palavra final, defendeu a permanência da Petrobras no relatório que detectou irregularidades. Segundo o deputado Carlos Melles (DEM-MG), coordenador do Comitê Gestor de Obras Irregulares, a direção da empresa não apresentou oficialmente documentos solicitados, como planilhas detalhadas dos custos. Até governistas reclamaram da estatal. "Ajudamos quem nos repassou informações", disse o vice-líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). A oposição reagiu contra a tentativa de enxugar ainda mais a lista. "Não vamos aceitar que se empurre com a barriga ou para debaixo do tapete. Por que alocar recursos para obras paralisadas?", disse Cláudio Cajado (DEM-BA). A estatal disse que os contratos são legais e que usa critérios distintos dos adotados pelo TCU. Nova análise será feita em fevereiro.(Fonte: Folha de S.Paulo/DA SUCURSAL DE BRASÍLIA)


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios