Marintec Navalshore

Artificiais - UFRJ desenvolve projeto de ilhas

Pesquisadores da Engenharia Oceânica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) estão propondo a criação de ilhas artificiais como solução para encurtar distâncias entre a costa brasileira e os pontos de extração do pré-sal. Com a descoberta das reservas de pré-sal no litoral brasileiro, a indústria do petróleo busca alternativas para atingir os reservatórios mais profundos, sem aumentar os custos da exploração.
Pessoas, equipamentos, alimentação, tudo terá que ser transportado da terra para o mar — e pela distância será necessário um ponto de apoio, pois as viagens entre o ponto de exploração e a costa brasileira serão longas.
Um dos projetos em desenvolvimento é a criação de estruturas flutuantes que poderão dar todo apoio logístico aos trabalhadores que estiverem na plataforma de extração, chamadas de “ilhas artificiais”. Um grupo de pesquisadores da Engenharia Oceânica da Coppe/UFRJ desenvolveu um Terminal Flutuante de Logística Offshore (Loft – Logistic Offshore Floating Terminal), com um design proposto para atender às necessidades de uma área longe da costa. O Loft é desenhado para atender a diversas atividades, como hospedagem, heliponto, suprimento de água e petróleo, além de apoio para o caso de resgate em acidentes.
“Ainda estamos na fase inicial do projeto, buscando recursos para desenvolver em parceria com empresas que estejam interessadas”, explicou o professor José Marcio do Amaral Vasconcellos, um dos responsáveis pelo Loft, que começou a ser desenvolvido há seis meses.
A Petrobras também está desenvolvendo projetos para criar estruturas como o Loft para apoio na exploração do pré-sal. Com o nome técnico de “gangway”, a estrutura flutuante está sendo desenvolvida por uma empresa com forma de rampa, com uma escada articulada. A proposta é parecida com projeto desenvolvido pela UFRJ, também servindo como escala entre os dois pontos.

 

 


Catálogo da Indústria Marítima



Marintec Navalshore