Marintec Navalshore

Apoio portuário volta a ter destaque nas novas prioridades do FMM

O apoio portuário voltou a ter destaque dentre as novas prioridades aprovadas pelo Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) na 43ª reunião ordinária, concluída no último dia 23 de março, na modalidade à distância. A Saam Towage Brasil obteve prioridade para a construção de três rebocadores azimutais ASD (azimuth stern drive) de 80 toneladas de tração estática (TTE), no estaleiro Detroit Brasil (SC), no valor total de R$ 107,4 milhões. A empresa também recebeu prioridade para a construção de cinco rebocadores RSD (reversed stern drive) de 70 TTE, estes na Wilson Sons Estaleiros (SP), com valor total de R$ 218,8 milhões. O conselho concedeu ainda prioridade de R$ 8,8 milhões à Saam Towage para a modernização do rebocador ASD Arcimbaldo, de 60 TTE, no estaleiro Camorim (RJ).

cdfmm-reuniao-43-tabela-01.jpgNo apoio Marítimo, a Navium Engenharia, Navegação e Comércio (CMM Offshore) teve aprovados R$ 256,3 milhões para a construção de quatro Fast Crew Supply Oil Recovery (FCSOR), na Wilson Sons Estaleiros. A CBO tem prioridade para reparo para certificação de classe de três embarcações, sendo dois PSVs (transporte de suprimentos) — CBO Ipanema e CBO Aliança, e um AHTS (manuseio de âncoras) CBO Bossa Nova, no estaleiro Aliança (RJ), com valor total de R$ 26 milhões. A Bram Offshore obteve prioridade para o reparo para certificação de classe de cinco embarcações, sendo quatro PSVs (Deborah Kay, Santos Scout, Santos Service e Santos Solution), e um AHTS (Olin Conqueror), além da conversão de três embarcações, sendo dois PSVs (Deborah Kay e Santos Service) e um AHTS (Olin Conqueror), no Estaleiro Navship (SC), com valor total de R$ 37 milhões. As novas prioridades concedidas na 43ª reuniao têm prazo de validade de 450 dias.

Entre as reapresentações, a DOFCON Navegação conseguiu a suplementação de recursos para a construção do PLSV (lançamento de linhas) Skandi Olinda, no estaleiro Vard Promar (PE), priorizado anteriormente em dezembro de 2018, no valor de R$ 66,6 milhões. Já a Wilson Sons Offshore recebeu prioridade para manutenção e reparo de 16 PSVs, no Wilson Sons Estaleiros, anteriormente priorizada em dezembro de 2018, com valor total de R$ 92 milhões. No segmento de carga, a Mega Logística Serviços Portuários ganhou nova prioridade para construção de um terminal flutuante de transbordo de grãos, quatro empurradores fluviais de 1.800 BHP, uma lancha de apoio de 600BHP e 18 balsas graneleiras de 2000 TPB, no estaleiro Paes Carvalho Comércio Construção e Reparos Navais (PA), anteriormente priorizada em dezembro de 2018, com valor total de R$ 144,7 milhões.

A South American Tanker Company Navegação (Satco) teve renovada mais uma vez a prioridade para construção de cinco petroleiros Suezmax, no Estaleiro Atlântico Sul (EAS-PE), anteriormente priorizada em julho de 2019, com valor total de R$ 3,18 bilhões. O mesmo com o Estaleiro Jurong Aracruz (EJA), com a priorização de R$ 1,46 bilhão destinados à construção de estaleiro, no município de Aracruz (ES), anteriormente priorizada em dezembro de 2018. As prioridades reapresentadas têm o prazo de 180 dias.

O conselho ainda alterou a prioridade de apoio financeiro do FMM da Magallanes Navegação no projeto do PSV Fulmar para o tipo SDSV (operações de mergulho raso), na Wilson Sons Estaleiros, sem alteração de valor em relação à prioridade anteriormente concedida em julho de 2019. 



Assine Portos e Navios

Conapra fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Sobena

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec