Aliança entre Fincantieri e Naval Group mira mercado de exportação

A Fincantieri e Naval Group, antiga DCNS, preveem apresentar em 2019 uma oferta conjunta para os primeiros estudos para o upgrade de contratorpedeiros (destróieres) franceses e italianos, da classe Horizon, com um sistema de gestão de combate (CMS) comum. A estratégia contará com o apoio dos ministérios da Defesa dos dois países e faz parte de uma aliança firmada entre os dois grupos. Naval Group e Fincantieri também já se engajaram para fornecer à marinha francesa quatro navios de apoio logístico, baseados no projeto da italiana Vulcano LLS. 

As empresas trabalham mais intensamente desde setembro de 2017, quando os governos da França e da Itália anunciaram intenção de ampliar a competitividade e eficiência para construção naval europeia e para fortalecer a cooperação de suas marinhas, começando por uma aliança entre os dois grupos. Fincantieri e Naval Group ressaltam que o acordo entre governos é importante para garantir a proteção dos ativos soberanos e fomentar colaboração entre as equipes francesa e italiana, incentivando a coerência dos programas que fornecem estrutura e apoiam as vendas de exportação. 

As duas companhias apresentaram a autoridades italianas e francesas, em julho deste ano, uma proposta para aliança que prevê um projeto industrial, além de uma descrição das principais iniciativas que elas propõem lançar no curto prazo. Fincantieri e Naval Group consideram que a parceria representa oportunidade para ambas, aumentando suas capacidades de atender a demandas das marinhas da Itália e da França, além de capturar novos contratos de exportação, aumentar o financiamento de pesquisa e, consequentemente melhorar a competitividade dos setores navais franceses e italianos.

Através desta joint venture, as empresas pretendem preparar conjuntamente propostas competitivas para programas binacionais e mercado de exportação. Elas querem promover uma política de fornecimento mais eficiente, a fim de oferecer melhor relação custo-benefício e efeito de escala, além de conduzir pesquisas conjuntas na área de inovação e troca de conhecimento. "Fincantieri e Naval Group estão prontos para lançar concretamente a aliança, com o objetivo de estabelecer os termos e condições para a incorporação de uma joint venture (50%/50%). O estabelecimento desta JV representa um primeiro passo para a criação da aliança", diz comunicado das duas empresas. A aliança está sujeita à aprovação dos conselhos de administração de cada empresa.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

A Fincantieri, que controla o estaleiro Vard Promar (PE), integra um dos quatro consórcios finalistas da concorrência para construção de quatro corvetas classe Tamandaré para a Marinha brasileira. Já a Naval Group integra a Itaguaí Construções Navais S/A (ICN), que tem em carteira a construção de quatro submarinos de propulsão convencional e outa unidade de propulsão nuclear. A ICN é formada pela brasileira Odebrecht e pelo estaleiro francês. A Marinha do Brasil possui participação chamada golden share, que permite o veto em decisões relacionadas ao projeto desses submarinos. 



Por Danilo Oliveira
(Da Redação)

Comentários

 

 

Reportagens da edição 702

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e demanda • O mercado de navegação no Brasil apresenta oferta de marítimos superior à...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção de armadores noruegueses em evento paralelo • A primeira apresentação deu uma visão das...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo e Gás do estado do Rio de Janeiro, Cristina Pinho, deu um quadro...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do evento em geral já era mais leve que nas edições anteriores, no caso...

Leia mais reportagens da edição impressa

Cash Computadores

Kincaid

Consórcio Águas Azuis

Container Institute

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec