Ecobrasil 2019

ABB fornecerá sistema elétrico para cruzeiro construído na China

A ABB assinou contrato para fornecer um pacote integrado, incluindo dois sistemas de propulsão direcionáveis ​​(Azipod), para construção do primeiro navio de cruzeiro chinês. A nova embarcação fará parte de uma frota de navios de cruzeiro a ser construída na China e operada pela CSSC Carnival Cruise Shipping, joint venture entre a Carnival Corporation Plc e a China State Shipbuilding Corporation (CSSC). A fabricante destaque as unidades de propulsão reduzem em até 15% o consumo de combustível, além de diminuir o ruído e a vibração, e capacidade de manobra de 360 ​​graus. Segundo a ABB, o motor de acionamento do Azipod está localizado em um casulo submerso, abaixo do casco do navio, e tem sido uma referência no setor em tecnologia de cruzeiro ecologicamente correta desde seu lançamento em 1990.

O navio de 323 metros, com entrega prevista para 2023, poderá acomodar até cinco mil  passageiros e foi projetada para atender à demanda dos viajantes chineses, que deve ser 10 milhões até 2025, de acordo com o conselho industrial da Cruise Lines Association (CLIA). A embarcação dará apoio ao crescente mercado de navios de cruzeiro chinês, que deve rivalizar com o dos Estados Unidos nas próximas décadas, de acordo com a China Cruise and Yacht Industry Association. A expectativa é que, com o potencial do mercado consumidor chinês e com o rápido desenvolvimento da construção naval, o país asiático gere uma demanda significativa para viagens de cruzeiro na próxima década, se tornando uma potência nesse tipo de turismo. 

O pacote a ser entregue pela ABB também inclui um conceito completo de sistema elétrico de energia com geradores de eletricidade, quadros principais, transformadores de distribuição e um sistema de controle de propulsão para controlar as unidades Azipod a partir da ponte de comando. A fabricante detalha que as unidades Azipod podem ser totalmente integradas ao sistema elétrico e ao sistema de controle de propulsão para uma eficiência energética ideal. O sistema digital inclui recursos de diagnóstico remoto, que permitem a conectividade aos centros ABB de operação colaborativa (ABB Ability).

Os chineses veem avanços na construção desse tipo de navio a partir desse projeto, que será feito no estaleiro Xangai Waigaoqiao — subsidiária integral da CSSC. "Esperamos que essa cooperação entre a ABB e o estaleiro possa fornecer soluções e serviços de alto nível para a primeira embarcação de cruzeiro construída na China", disse o gerente geral da Shanghai Waogaoqiao Shipbuilding, Gang Chen. Já o presidente da divisão de automação industrialda ABB, Peter Terwiesch, ressaltou que a empresa tem um histórico de longa data no fornecimento global de soluções elétricas, digitais e conectadas ao mercado de cruzeiros. "Comnossa forte experiência local e soluções comprovadas, estamos comprometidos em dar suporte às atuais e futuras demandas de navios de cruzeiro da China", declarou Terwiesch.

Por Danilo Oliveira
(Da Redação) 

Comentários