Fornecedores de propulsores veem carteira da construção naval em baixa e apostam na diversificação de serviços
• O mercado de sistemas de propulsão ainda está à espera de sinais de retomada. A cada ano os fornecedores desses equipamentos percebem o ambiente de negócios mais competitivo e com alta concorrência de preços. Para algumas empresas, as vendas se mantiveram estáveis em 2017, porém existe grande preocupação com o baixo número de encomendas nos estaleiros. Os principais players desse segmento ainda possuem contratos para rebocadores e embarcações de navegação interior. Outros nichos pouco explorados, como o de embarcações pesqueiras, começam a se tornar mais prospectados e com possibilidades de encomendas nos próximos anos, caso armadores estrangeiros confirmem interesse de construir no Brasil.