A Bureau Veritas (BV) será a classificadora dos novos porta-contêineres de 22 mil TEUs da CMA CGM. Serão nove navios, alimentados por gás natural liquefeito (GNL). O Bureau Veritas está intimamente envolvido NOS estudos de viabilidade, trabalhando com o armador, construtores e provedores de tecnologia.

Philippe Donche-Gay, presidente da Bureau Veritas Marine & Offshore, disse que "esta é uma grande inovação para o transporte a gás, tanto em escala como no uso de sistema de contenção de membrana. O Bureau Veritas vem apoiando o projeto em todo o mundo, fornecendo assistência para garantir que os requisitos para o uso seguro de GNL sejam alcançados".

Os novos navios terão uma capacidade perto de 18 mil metros cúbicos, o que representa um volume significativamente maior do que o requerido no mercado de navios a GNL.