Manutenção e gestão podem prolongar vida útil de plataformas que seriam descomissionadas
• A demanda por manutenção em plataformas diminuiu nos últimos três anos em função da desmobilização do setor de óleo e gás. Estaleiros e empresas de serviços sentiram a queda nesse cenário de escassez de projetos de construção para a indústria naval. Como os custos de descomissionamento de plataformas ainda estão sendo mensurados e o momento é de redução de despesas, a manutenção e a gestão de ativos vêm ajudando operadoras de petróleo a postergar investimentos no desmonte das unidades. O desafio é manter a produtividade diante dos baixos preços do barril no mercado e ter serviços atendidos no prazo para evitar multas por paralisação dos equipamentos.

Faça uma assinatura ou efetue login para ler mais