Estaleiros de todo país e empresas especializadas estão atentos a disputadas oportunidades para serviços de reparo
• Por Danilo Oliveira
• Há cerca de três anos, quando a crise econômica se agravou e os estaleiros ficaram sem projetos de construção, o setor começou a olhar com mais atenção para demanda por serviços de reparo. Naquela época, porém, já se sabia que a demanda não seria suficiente para todos os estaleiros que estavam em atividade. Hoje se fala, por exemplo, em novos serviços como desmanche de navios e descomissionamento de plataformas. Apesar de tudo, o reparo naval ainda é considerado parte da estratégia de estaleiros mais voltados para construção que precisam minimizar prejuízos com falta de contratos.

Faça uma assinatura ou efetue login para ler mais