A Venezuela espera aumentar a produção petróleo no próximo ano, mas respeitará quaisquer acordos se a Opep, cartel que reúne os maiores produtores do mundo,  decidir reduzir a produção a partir de dezembro, disse o ministro do Petróleo, Manuel Quevedo, no domingo.

A atual produção de petróleo do país é de 1,5 milhão de barris por dia, e pretende aumentar em 1 milhão de bpd “em breve”, disse ele a repórteres em Abu Dhabi. As declarações de Quevedo foram feitas em Abu Dhabi, onde uma cúpula de monitoramento do mercado de petróleo foi realizada neste domingo, com a presença dos principais exportadores Arábia Saudita e Rússia.

A maioria dos exportadores de petróleo da Opep e aliados apoia um corte na oferta mundial de petróleo, disse o ministro do Petróleo de Omã, Mohammed bin Hamad al-Rumhi.

 

- Muitos de nós compartilham essa visão -  disse o ministro quando, questionado sobre a necessidade de um corte. Questionado se poderia chegar a 500 mil ou um milhão de barris por dia, ele respondeu: - Eu não acho justo jogar números agora.

A Arábia Saudita está discutindo uma proposta para reduzir a produção de petróleo em até 1 milhão de barris por dia pela Opep e seus aliados, disseram duas fontes próximas às discussões no domingo. Fontes disseram que qualquer acordo do tipo dependerá de fatores incluindo o nível das exportações iranianas após os Estados Unidos imporem sanções a Teerã.

Agora a Arábia Saudita quer agir para evitar uma nova queda dos preços, que caíram abaixo de US$ 70 o barril na última sexta-feira, e está liderando discussões sobre o corte de produção no ano que vem, disseram as fontes.

Fonte: O Globo

Comentários


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec