O Sinopec Group e a China National Petroleum Corp (CNPC), as maiores refinarias estatais do país asiático, não fizeram nenhuma indicação para carregar petróleo iraniano em novembro por causa de preocupações de que estariam violando as sanções dos Estados Unidos, disseram duas fontes com conhecimento direto do assunto.

Washington deve impor novamente as sanções às exportações de petróleo do Irã em 4 de novembro para forçar Teerã a suspender seu programa de mísseis balísticos. O Irã é o terceiro maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e a China é o maior comprador de seu petróleo.

Sinopec e CNPC estão evitando agendar carregamentos para novembro porque não está claro se os compradores chineses poderiam obter isenções das sanções, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas devido à natureza sensível do assunto.

 

“Sem clareza quanto à isenção, nenhuma empresa arriscará tomar barris em novembro”, disse uma das fontes, um funcionário sênior do setor de uma companhia estatal de petróleo.

Sinopec e CNPC recusaram-se a comentar o assunto.

A National Iranian Oil não respondeu imediatamente a um e-mail pedindo comentários.

Fonte: Reuters

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec