Depois de investir cerca de R$ 2,17 bilhões em bônus de assinatura nos leilões dos últimos dois anos, a Shell mantém o interesse de expandir seu portfólio no Brasil. O presidente global da empresa, Ben van Beurden disse acreditar que o governo de Jair Bolsonaro adotará uma agenda de apoio à indústria de óleo e gás.

“Provavelmente teríamos apetite para assumir um pouco mais de risco no Brasil, se a oportunidade se apresentasse”, disse o exeutivo, durante teleconferência com investidores.

Nos últimos dois anos, a Shell adquiriu nove áreas exploratórias, com foco no pré-sal, as bacias de Campos e Santos. A companhia também adquiriu áreas na Bacia Potiguar.

 

Fonte: Valor

Comentários

Datamar

Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Pesa

ABTP

Envie uma pauta

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil