É altamente improvável que a Opep e outros produtores de petróleo estabeleçam uma estrutura conjunta devido à burocracia adicional que criaria, bem como o risco de sanções relacionadas ao monopólio dos EUA, disse o ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, nesta quinta-feira.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros grandes produtores liderados pela Rússia, desde o fim de 2016, fizeram um esforço conjunto sem precedentes para reduzir a produção e apoiar os preços.

A Opep e a Rússia juntas produzem mais de 40 por cento do petróleo mundial.

 

O Ministério da Energia da Rússia disse que Moscou e a Arábia Saudita chegaram a um acordo geral de que o formato da Opep+ deveria ser “institucionalizado” e estendido até 2019 e além para monitorar o mercado e tomar ações conjuntas, se necessário.

No entanto, Novak disse que tal ideia foi descartada.

“Há um consenso de que não haverá tal organização. Isso porque exige mais confusão burocrática...”, disse Novak a jornalistas.

“Eu acho que países aliados da Opep não vão concordar, pois não querem ser atingidos por sanções (dos EUA).”

Fonte: Reuters

Comentários


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Envie uma pauta

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec