A processadora gaúcha de soja Bianchini anunciou a suspensão de qualquer atividade de transporte devido à implantação da tabela de preços mínimos de frete, imposta pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pela resolução 5.820, de 31 de maio. 

Conforme comunicado da empresa a seus clientes, carregamentos de qualquer natureza, seja das fábricas de Canoas e Rio Grande, ou para seu terminal rodoferroviário em Cruz Alta, ou mesmo para carregamentos de lavouras para as filiais, estão suspensas. A companhia não informou por quanto tempo será a suspensão ou quais alternativas pretende adotar.

Com forte presença em todas as regiões de produção de grãos no Rio Grande do Sul, a Bianchini processa cerca de 1,5 milhão de toneladas de soja por ano para extração de óleos e produção de farelos nas fábricas de Canoas e Rio Grande. Além delas, a companhia tem dez postos de recebimento de grãos e comercializa outras 500 mil toneladas da oleaginosa anualmente. 

 

A tabela com preços mínimos do frete era uma das exigências dos caminhoneiros autônomos, que ficaram em greve por dez dias. No domingo, dia 27, o presidente Michel Temer assinou a Medida Provisória nº 832, que instituiu essa política.

Fonte: Valor

Comentários


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec