Os preços do petróleo subiram na última sessão de um ano bastante negativo, pressionados pelos receios dos investidores com a desaceleração do crescimento econômico global e com a perspectiva da queda da demanda por petróleo.

O petróleo WTI para fevereiro fechou a sessão em leve alta de 0,17%, a US$ 45,41 por barril em Nova York, enquanto o Brent para março subiu 1,10%, a US$ 53,80 por barril na ICE, em Londres. Ambos os benchmarks do petróleo encerram o ano com fortes perdas, de 19,25% e 10,20%, respectivamente.

Quase todas as perdas do ano para o petróleo aconteceram no último trimestre do ano, com o WTI caindo cerca de 40% em relação ao pico do ano, alcançado em outubro (de US$ 76,41 por barril), anotando a maior queda trimestral desde o quarto trimestre de 2014.

 

"Elementos negativos empurrando os preços para baixo incluem as isenções dadas a alguns países às sanções contra o Irã, as disputas tarifárias entre os EUA e a China, falta de clareza sobre a adesão aos cortes de produção [da Opep e aliados], receios com a queda da demanda global, assim como a desaceleração econômica nos EUA e o aumento da produção americana", disse analistas da Drillinginfo.

A demanda por petróleo será acompanhada especialmente de perto pelos investidores, com receios de que uma desaceleração da economia global se traduza em uma queda acima do esperado da demanda pela commodity.

"Provavelmente já passamos do pico deste longo período de crescimento econômico", disseram analistas da JBC Energy. Os analistas apontam que as projeções para a demanda têm sido em grande parte otimistas, "mas a verdade é que a combinação de preços elevados e crescimento econômico em desaceleração tiveram um impacto significativo na demanda por petróleo neste ano (de acordo com a nossa avaliação dos dados), especialmente considerando o impacto do câmbio em muitos mercados emergentes".

Fonte: Valor

Comentários

Cash Computadores

Messe Munchen

Consulado Geral dos Paises Baixos

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Antaq

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil