A Petrobras perdeu uma disputa em um tribunal internacional de arbitragem movida pela Vantage Drilling Internacional, que questionou o encerramento de um contrato de fornecimento de sondas em agosto de 2015. Segundo comunicado divulgado ontem pela Vantage, o tribunal de arbitragem deu ganho para a companhia, que vai receber uma indenização de US$ 622 milhões (R$ 2,43 bilhões ao câmbio de ontem) pelos danos sofridos.

O montante é superior ao previsto pela companhia em seu formulário 20-F (documento arquivado no regulador do mercado dos Estados Unidos equivalente ao formulário de referência) mais recente, que estimava uma perda de US$ 400 milhões.

A perda não estava provisionada no balanço da companhia.

 

A Petrobras firmou em 2009 um contrato de US$ 1,816 bilhão com a Vantage Drilling para o uso do navio-sonda Titanium Explorer entre 2012 e 2020. Em 2015, no entanto, a petroleira estatal cancelou o contrato, alegando que a Vantage descumpriu suas obrigações.

Isso aconteceu depois que a Vantage foi implicada nas investigações da operação Lava-Jato, a partir da delação do ex-diretor da área internacional da Petrobras Jorge Zelada. O ex-diretor foi condenado em fevereiro de 2016 a 12 anos e dois meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo a sentença de Moro, a contratação do navio-sonda pela Petrobras teria sido repleta de irregularidades, o que foi constatado por relatório de auditoria interno feito pela própria estatal.

Ao ser notificada sobre o encerramento do contrato, em 2015, a Vantage entrou com a queixa contra a Petrobras em um tribunal de arbitragem internacional. Além da estatal, também foram citadas na ação a Petrobras America e a Petrobras Venezuela Investments & Services, subsidiárias da estatal por meio da qual o contrato foi firmado. Segundo comunicado da Vantage, o tribunal rejeitou as queixas apresentadas pela Petrobras.

Essa é a segunda perda significativa que a Petrobras sofre com ações nos Estados Unidos neste ano. Além da arbitragem, a estatal informou no início do ano que fechou um acordo para encerrar a ação coletiva movida por investidores contra a companhia na Justiça americana. Para isso, aceitou pagar US$ 3 bilhões.

Fonte: Valor

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec