O Conselho de Administração da Petrobras aprovou o encerramento do Comitê Especial, criado em dezembro de 2014 para atuar como interlocutor de investigações independentes realizadas por escritórios de advocacia, informou a estatal empresa nesta quinta-feira em comunicado.

Conforme a estatal, também foi aprovada a cessação das atividades de investigação conduzidas pelos escritórios externos.

Composto por Andreas Pohlmann, Ellen Gracie Northfleet e pelo diretor executivo de governança e conformidade da Petrobras, o Comitê Especial foi criado para atuar de forma independente, com linha de reporte direta ao conselho de administração da companhia, com atribuições e responsabilidades nas fases de planejamento, condução e conclusão da investigação dos escritórios externos.

 

Segundo a Petrobras, o Comitê Especial e os escritórios externos tiveram todas as condições para a execução de suas atribuições, sendo que desde a instituição da investigação independente, a empresa promoveu o fortalecimento dos seus controles internos; avanços em relação à governança corporativa; e a implementação de mecanismos adicionais de prevenção, detecção, investigação interna e remediação de irregularidades.

Nesse sentido, a Petrobras citou a celebração de acordos para encerramento de investigações do Departamento de Justiça e da Securities & Exchange Commission, nos Estados Unidos.

Conforme a companhia, as atividades do Comitê Especial e escritórios externos passam a ser executadas, de forma permanente, pelas áreas competentes da Petrobras, que, sob a liderança da Diretoria de Governança e Conformidade, "estão devidamente estruturadas para esse fim".

"Dessa maneira, não haverá impacto às ações da Petrobras para apuração de irregularidades, inclusive em relação à Operação Lava Jato, que continua em andamento", concluiu a estatal.

Fonte: Folha SP

Comentários


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec