A Petrobras devolveu à União, em novembro, quatro concessões exploratórias. Neste ano, já foram feitas, ao todo, 12 devoluções. Com isso, a estatal brasileira passa a deter um portfólio de 134 blocos, contratados tanto sob regime de concessão quanto de partilha.

As áreas devolvidas em novembro se concentram na parte terrestre e na marítima da Bacia de Sergipe-Alagoas: SEAL-T-198, SEAL-T-208 e SEAL-T-229 (todas elas onshore e arrematadas na 12ª Rodada, de 2013) e BM-SEAL-9, área marítima adquirida na 4ª Rodada, em 2002.

Por outro lado, a Petrobras conseguiu recompor seu portfólio. Em 2018, a empresa arrematou 11 blocos nos leilões da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), focada sobretudo no pré-sal – áreas mais promissoras do que os ativos devolvidos.

 

Fonte: Valor

Comentários


Schottel



Syndarma

ABTP

Envie uma pauta

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec