A Opep está tentando evitar um aumento nos estoques de petróleo acima da média de cinco anos por meio de um novo acordo com países aliados para conter a oferta em 2019, disse seu secretário-geral à Reuters nesta quinta-feira.

Mohammad Barkindo também disse estar esperançoso de que a demanda por petróleo permaneça robusta em 2019 e que a aliança do cartel com países aliados, conhecida como OPEC+, manterá seus compromissos.

Preocupada com a queda nos preços do petróleo e o aumento da oferta, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, incluindo a Rússia, concordaram em dezembro com cortes de produção em 2019. Eles prometeram reduzir a produção em 1,2 milhão barris de petróleo por dia (bpd), sendo a participação da Opep de 800 mil bpd.

 

“O principal objetivo é ajudar voluntariamente os mercados de petróleo a permanecerem equilibrados durante 2019, garantindo que evitemos um estoque acumulado acima da média da indústria de cinco anos”, afirmou Barkindo.

“A indústria do petróleo não pode se dar ao luxo de recair em outra recessão depois de sobreviver ao ciclo mais longo e severo”, disse ele em referência à queda do mercado de petróleo entre 2014 e 2016.

“Continuamos otimistas de que a demanda saudável se mantenha durante o ano.”

“Os países participantes do acordo de oferta com aliados provaram seu compromisso de trabalhar juntos para sustentar a estabilidade do mercado.”

Fonte: Reuters

Comentários

Schottel

Messe Munchen

Consulado Geral dos Paises Baixos

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil