O Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou a venda das participações de Odebrecht Transport e Camargo Corrêa na Logum Logística, responsável pelo projeto do etanolduto, aos demais sócios: Raízen, Copersucar e Petrobras. Com o negócio, a Logum volta a ter acesso a crédito para as obras de expansão do traçado, paradas há três anos. A saída de Odebrecht e Camargo, envolvidas na Lava-Jato, era exigência do BNDES para liberar financiamentos.

Fonte: Valor

Comentários

Datamar

Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Pesa

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil