A oferta global de petróleo vai superar a demanda ao longo de 2019, à medida que um aumento implacável na produção compensa o crescimento do consumo, que está em risco diante da desaceleração econômica, disse a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta quarta-feira.

Em seu relatório mensal, a organização com sede em Paris deixou suas previsões de crescimento da demanda global para 2018 e 2019 inalteradas em relação ao mês passado, em 1,3 milhão de barris por dia (bpd) e 1,4 milhão bpd, respectivamente.

Mas a IEA cortou sua previsão de crescimento do consumo para países não membros da OCDE, motores de expansão do consumo mundial de petróleo.

 

Para o primeiro semestre de 2019, com base em suas perspectivas de produção de nações não integrantes da Opep e de demanda global, e assumindo a produção estável do cartel, a IEA disse que os estoques aumentariam em 2 milhões de bpd.

A produção em todo o mundo aumentou desde meados do ano, enquanto uma crescente disputa comercial entre os Estados Unidos e a China ameaça o crescimento econômico global.

Na quarta-feira, três fontes familiarizadas com o assunto disseram à Reuters que a Opep e seus parceiros estão discutindo uma proposta para reduzir a produção de petróleo em até 1,4 milhão de barris por dia em 2019, a fim de evitar um excesso de oferta que enfraqueceria os preços.

Desde o início de outubro, o preço do petróleo caiu cerca de um quarto, para menos de 70 dólares o barril, o menor nível em oito meses, o que pode sustentar a demanda até certo ponto, disse a IEA.

Fonte: Reuters

Comentários


Schottel



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec