O vice-presidente do Irã reconheceu nesta terça-feira que as sanções americanas prejudicarão a economia do país, mas prometeu “vender o máximo de petróleo que puder” e proteger seu sistema bancário.

Eshaq Jahangiri disse que Washington está tentando impedir as exportações petroquímicas, de aço e cobre do Irã. “Os EUA buscam reduzir as vendas de petróleo do Irã, nossa fonte vital de renda, a zero”, afirmou ele, segundo a agência de notícias Fars.

“Seria um erro pensar que a guerra econômica dos EUA contra o Irã não terá impacto”, acrescentou Jahangiri.

 

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse em maio que retiraria os Estados Unidos de um acordo internacional segundo o qual Teerã concordou em limitar seu desenvolvimento nuclear em troca de sanções.

Trump disse que vai reintroduzir as sanções e Washington disse mais tarde a outros países que eles devem parar de comprar petróleo do Irã a partir de 4 de novembro ou enfrentarão consequências financeiras.

Nesta terça-feira, o embaixador dos EUA na Alemanha também pediu a Berlim o bloqueio de uma tentativa iraniana de retirar grandes somas de dinheiro de contas bancárias na Alemanha.

Jahangiri também acusou os EUA de buscarem colocar pressão econômica sobre o Irã para provocar protestos populares no país.

Fonte: Reuters

Comentários