A indústria vem perdendo participação no Produto Interno Bruto há décadas, mas agora um novo estudo mostra que o quadro é pior nos segmentos mais avançados tecnologicamente. O peso dos setores industriais com alta intensidade tecnológica, que no auge chegou a ser de quase 10% do PIB em 1980, caiu a 5,8%, a preços de 2016. O segmento de elétrica, informática e eletrônicos saiu de 1,1% do PIB para 0,9% no período. Essas áreas nunca tiveram grande participação na economia nacional, mas são as que vêm ganhando importância na economia global nas últimas décadas.

Fonte: Valor

Comentários

Datamar

Schottel

Assine Portos e Navios



Pesa

ABTP

Abac

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil