Alvo de uma intensa negociação de bastidores, a nomeação para o comando da pasta de Minas e Energia continua na lista de pendências do presidente eleito Jair Bolsonaro, que prometeu uma definição para a semana que vem.

Na equipe de transição, um grupo de militares liderados pelo futuro vice-presidente, general Hamilton Mourão, encampou o nome preferido do setor privado e passou a defender a indicação de Paulo Pedrosa. Ex-secretário-executivo do ministério, ele é filho de militar.

A futura equipe econômica, no entanto, teria a preferência por Luciano Castro, especialista da área e que estava lecionando no exterior até retornar ao país recentemente.

 

O nome de Adriano Pires, economista e também especialista no setor, também é citado entre os frequentadores do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da transição de governo. Sua nomeação é advogada por políticos do MDB e do DEM.

Outro nome com trânsito no Congresso foi debatido: o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA). Com atuação no setor, ele não conseguiu se reeleger em outubro. Teria boa interlocução com o Parlamento, mas seu nome perdeu força depois que o outros ministros filiados ao DEM foram confirmados.

Segundo fontes da equipe de transição, porém, não se deve descartar a possibilidade de um outro nome correr por fora e ganhar a preferência de Bolsonaro. Isso ocorreu na nomeação de outros ministros, como no caso da Educação.

Além do ministério de Minas e Energia, Bolsonaro ainda tem pendentes outras indicações, como a do Meio Ambiente. O presidente eleito tem tido dificuldade de escolher um nome que seja alinhado com seu pensamento, muito ligado ao da bancada ruralista, que a política ambiental "não pode atrapalhar o desenvolvimento".

Em outro flanco da montagem do governo Bolsonaro, o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, negou que tenha feito algum tipo de convite ao atual diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro.

Na semana passada, ao anunciar Maurício Valeixo para a direção-geral da Polícia Federal (PF), o juiz disse que gostaria de contar com Galloro em algum posto da pasta. 

Fonte: Valor

Comentários


Schottel

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec