O governo espera iniciar no segundo semestre os leilões de campos do pré-sal com os quais espera levantar cerca de 70 bilhões de dólares, disse nesta segunda-feira o vice-presidente, Hamilton Mourão, durante teleconferência organizada pelo Citi.

“De acordo com nosso ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, poderemos começar os leilões do pré-sal no segundo semestre”, disse Mourão durante teleconferência fechada, em inglês, a qual a Reuters teve acesso.

“Também segundo o Bento e o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, poderemos levantar cerca de 70 bilhões de dólares com os leilões destes campos”, acrescentou Mourão, sem especificar prazo.

 

O governo anterior havia aprovado a 6ª rodada de licitação de áreas do pré-sal para novembro deste ano.

Há previsão ainda que a 7ª e 8ª rodadas do pré-sal ocorram em 2020 e 2021, respectivamente —mas não havia sido definido quanto poderia ser arrecadado com tais áreas.

O governo atual ainda trabalha para realizar um leilão de excedentes da área no pré-sal conhecida como cessão onerosa, ainda sem data definida. Autoridades estimaram anteriormente que tal licitação poderia arrecadar 130 bilhões de reais.

Perguntado sobre as expectativas do governo em relação à venda de estatais, Mourão afirmou que o governo federal mapeou mais de 140 empresas que poderão ser privatizadas.

“De acordo com Paulo Guedes, nosso ministro da Economia, esperamos levantar cerca de 50 bilhões a 70 bilhões de dólares em recursos financeiros, uma vez que vendamos todas essas empresas”, afirmou Mourão na apresentação.

Fonte: Reuters

Comentários

Datamar

Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Pesa

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Antaq

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil