A Gerdau reportou um lucro líquido de R$ 451 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo, assim, prejuízo de R$ 34 milhões anotado no mesmo período do ano passado. Em relação ao visto no último trimestre de 2017, houve um aumento de 72%. Esse é o primeiro trimestre com a siderúrgica gaúcha comandada por Gustavo Werneck, que substitui André Gerdau Johannpeter, que passou à presidência do Conselho de Administração da empresa.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou em R$ 1,484 bilhão, aumento de 74% na relação anual e crescimento de 25,7% na trimestral. A margem Ebitda ajustada foi a 14,3%, ante 10,1% no primeiro trimestre de 2017 e 12% no último trimestre do ano passado.

A receita líquida, por sua vez, chegou em R$ 10,389 bilhões, expansão de 22,8% em relação ao mesmo período de 2017. Já ante o trimestre imediatamente anterior, houve aumento de 5,8%.

 

A venda de aço nos três primeiros meses do ano subiu 7,8%, para 3,871 milhões de toneladas. Ante o quarto trimestre do ano passado, houve um aumento de 2,6%. Já a produção de aço bruto pela siderúrgica gaúcha avançou 3,7%, para 4,165 milhões de toneladas. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, houve um aumento de 5,5%.

A Gerdau frisou que, na operação Brasil, houve maior demanda por aço no mercado interno, diante, por exemplo, de maiores volumes de vendas para o setor industrial. As exportações, segundo a companhia, também cresceram na esteira de melhores preços no mercado internacional.

Fonte: Estadão

Comentários


Schottel

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec