Apesar de ter reduzido a estimativa para a colheita de milho na safra 2017/18 em pouco mais de 2 milhões de toneladas, a Conab manteve quase inalterada a projeção para os estoques finais do cereal no país. Segundo a estatal, os estoques devem somar 10,8 milhões de toneladas. Em junho, a projeção era de 10,9 milhões.

A estabilidade nas projeções para os estoques de milho reflete a redução na estimativa para as exportações do cereal na temporada 2017/18. Ontem, a estatal estimou que as exportações somarão 30 milhões de toneladas. No mês passado, a projeção era de que alcançassem 32 milhões de toneladas.

De acordo com a Conab, a estimativa de exportação foi reduzida devido ao impasse em torno da tabela do frete, que travou a comercialização de grãos no país. "[...] A soja também está com sua comercialização travada e deve afetar nas exportações de milho segunda safra", afirmou.

 

Ontem, a Conab manteve a projeção para o consumo doméstico de milho na safra em 59,8 milhões de toneladas. A projeção para as importações de milho também foi mantida, em cerca de 500 mil toneladas em 2017/18.

Fonte: Valor

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec