O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assumiu o cargo nesta quarta-feira (2) prometendo destravar os investimentos no setor.

Para isso, começará resolvendo os problemas dos contratos de concessão de rodovias e do aeroporto de Viracopos que, diante da crise, “não são mais exequíveis”.

Tarcísio, como é conhecido no setor, prometeu uma solução para esses empreendimentos que se arrastam desde o início do governo do ex-presidente Michel Temer.

 

O ministro disse que em março haverá o leilão em blocos dos aeroportos e, se houver sucesso, deve lançar mais uma rodada.

Assessores afirmam que esse modelo deve ser levado adiante até se esgotarem os ativos da Infraero, a estatal dos aeroportos, que deve ser extinta em seguida. 

Nas concessões, Tarcísio disse que a secretaria do Programa de Parceria em Investimentos será seu principal apoio para trazer investimentos.

O ministro prometeu concluir o asfaltamento da BR 163 no trecho que passa pelo Pará para facilitar o escoamento da safra de grãos do Centro-Oeste para os portos do Norte.

Também anunciou a renovação antecipada da Ferrovia Vitória Minas, da Vale, que construirá outra ferrovia (Fico) como contrapartida. Essa estrada de ferro passará pela região produtora de grãos no centro-oeste e, depois, será concedida.

Depois de discursar, Tarcísio anunciou a composição de seu ministério. Marcelo Sampaio será o secretário-executivo; Viviane Esse será secretária adjunta. Na Secretaria de Fomento, Planejamento e Parcerias ficará Natália Marcassa. Jamil Megid Junior irá para a Secretaria de Transportes Terrestres; Diogo Piloni, na secretaria de portos e transportes aquaviários. Ronei Glanzmann será o secretário de aviação civil.

Fonte: Folha SP

Comentários

Schottel

Messe Munchen

Assine Portos e Navios

Syndarma

ABTP

Envie uma pauta

Tche Digital

TMSA

Antaq

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil