A norte-americana ConocoPhillips prepara-se para vender seus campos de petróleo no Mar do Norte, uma vez que a companhia se concentra em operações de “shale” (xisto) no mercado dos EUA, disseram fontes da indústria e de bancos.

A alienação dos ativos da Conoco no Mar do Norte depois de mais de 50 anos na bacia britânica poderia render 2 bilhões de dólares, mas não ficou claro quanto do portfólio seria colocado à venda, disseram as três fontes.

A Conoco se recusou a comentar.

 

A empresa ainda não lançou um processo formal ou nomeou um banco, mas executivos da Conoco falaram nas últimas semanas a vários operadores e banqueiros para “avaliarem o apetite pela venda”, disse uma das fontes.

Os ativos incluem uma participação de 24 por cento no campo Clair, na região de Shetlands —a operadora da área, a BP, diz se tratar do maior recurso não desenvolvido de petróleo e gás no Mar do Norte do Reino Unido.

O projeto Clair Ridge deve começar a produção este ano, segundo a BP.

Outros campos incluem holdings nos hubs de Britannia e J-Block.

A produção da Conoco no Mar do Norte do Reino Unido atingiu 75 mil barris de óleo equivalente por dia em 2017, segundo seu relatório anual.

Fonte: Reuters

Comentários