Excelentes condições climáticas em todas as regiões produtoras de grãos prenunciam que a safra brasileira de grãos e fibras em 2018/19 terá altos índices de produtividade e poderá chegar a 238,41 milhões de toneladas, indicou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em seu terceiro relatório sobre a temporada. 

Este número é 1,09% maior que a projeção feita pela autarquia no mês passado e 4,6% superior as 227,82 milhões de toneladas colhidas em 2017/18. 

A soja, como sempre carro-chefe do agronegócio nacional, representará quase metade da produção com 120,1 milhões de toneladas. Com ela, o milho de primeira e segunda safra, com 91,1 milhões de toneladas; o arroz, com 11,3 milhões de toneladas; e o algodão, com 3,6 milhões representarão 95% da colheita. 

 

Neste terceiro levantamento, a Conab aponta que a produtividade média das lavouras poderá chegar a 3.815 quilos por hectare, ante previsão anterior de 3.775 quilos por ha e de 3.690 quilos por ha em 2017/18. 

A área plantada no exercício está estimada em 62,49 milhões de hectares (o mês do mês passado), com aumento de 1,2% em relação à temporada anterior, explicado principalmente pelos aumentos na área de algodão e soja.

Fonte: Valor

Comentários

Cash Computadores

Messe Munchen

Oceanpact

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil