O plenário do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) analisa hoje a abertura de processo contra a Petrobras que pode resultar na venda compulsória de ativos na área de refino.

O presidente do Cade, Alexandre Barreto, apresentará os resultados de um estudo da área técnica do órgão e da ANP, ao qual o Valor teve acesso, que conclui que a Petrobras se aproveita do monopólio que exerce na atividade para influenciar a formação de preços dos combustíveis no mercado interno. Uma prática seria o corte artificial dos preços em regiões onde há importação de combustível.

Caso o processo vá adiante, a estatal pode ser obrigada a reduzir sua participação no refino de petróleo no país, que hoje é próxima de 100%. Procurada, a Petrobras não se manifestou.

 

Fonte: Valor

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec