Depois de reduzir sua carteira de ativos exploratórios nos últimos anos, a Petrobras começa a recompor seu portfólio. Desde a retomada dos leilões, em 2017, a companhia desembolsou R$ 5,1 bilhões (US$ 1,5 bilhão), para incorporar 17 novos blocos.

Desde 2014, quando entrou numa crise financeira, pressionada pela queda dos preços do petróleo e pelos desdobramentos da Operação Lava-Jato, a empresa pisou no freio e devolveu 53 concessões à União.

Petrobras já investiu US$ 1,5 bilhão para recompor área de exploração

 

Estatal elogia nova regra de conteúdo local da ANP

Agora, a intenção é começar aos poucos a intensificar as atividades exploratórias, com previsão de investimento de US$ 6,6 bilhões até 2022.

Fonte: Valor