A Arábia Saudita, maior exportador mundial de petróleo, reduzirá a oferta da commodity para seus maiores compradores na Ásia, disseram diversas fontes com conhecimento do assunto nesta quarta-feira, uma vez que o reino busca atender seu compromisso dentro do acordo de corte de produção da Opep.

A estatal Saudi Aramco reduzirá a oferta para ao menos três compradores japoneses e um da Coreia do Sul em até 10 por cento, envolvendo diferentes tipos de petróleo, disseram fontes do mercado.

Alguns compradores na China também receberão menos petróleo saudita, disseram eles. As pessoas não quiseram ser identificadas, uma vez que não possuem autorização para falar à imprensa.

A Arábia Saudita cortará as exportações totais de petróleo em novembro em 560 mil barris por dia, disse um porta-voz do Ministério do Petróleo na segunda-feira.

A Saudi Aramco não estava imediatamente disponível para comentários.

Embora tenha cortado as alocações, as exportações de petróleo da Arábia Saudita deverão recuperar-se para 7,15 milhões de barris por dia em novembro, ante os baixos níveis registrados durante o verão (no Hemisfério Norte), disse o porta-voz do ministério saudita de petróleo.

Fonte: Reuters